terça-feira, 24 de janeiro de 2012

MOMENTO POÉTICO



DIA CINZA


Tem dias que a gente se sente só
Uma dor no peito
Uma angústia
Há tristeza pelo amigo que se foi.
E nos deixou


Dor pelo amor que foi embora
E nos abandonou
Saudades daquele que nos tratava bem
E se foi também.


Tem dias que a gente acorda se sentindo nada
O peito a se despedaçar.
Há uma vontade imensa de gritar
Ânsia de abraçar alguém
Mas a gente chora e se pergunta: Quem?


Tem dias que a gente busca um ombro amigo
Uma mão amiga a nos tocar
Tem dias que a gente procura apenas um sorriso
Um abraço
Alguém que nos estenda o seu olhar

  
É nesse dia tão cinza aqui comigo
Que desejo seu carinho
Pra que eu me encha de paz
Saber que posso contar contigo
Ter a certeza que és parte da minha vida
Poder contar com você em todos os dias
E dessa solidão me libertar.

Paula Belmino

Nenhum comentário: